Feeds:
Posts
Comentários

É emocionante subir numa bicicleta e conseguir pedalar. Lembro-me de quando consegui fazer isto pela primeira vez! Nas primeiras tentativas eu caí; mas tinha fé que conseguiria. E quando saí pedalando, minhas emoções tomaram conta do meu coração! Do ponto de vista humano,eu achava impossível andar de bicicleta; mas continuei tentando por fé.

Na vida cristã é assim; nós não vivemos por vista; mas sim por fé!

Deus nos fez seres emocionais e racionais; mas o carro chefe é a fé. Somos acima de tudo,seres espirituais; e a única coisa eterna em nós é o espírito. O cristão vive na linha da fé, e não somente das emoções ou da razão. Muitas vezes a emoção e a razão estarão em acordo com a fé; mas muitas vezes não!A fé não é irracional; mas muitas vezes ela vai além da razão e da emoção. E o cristão maduro precisa discernir e estar preparado para viver qualquer situação;sem retroceder na fé! Mas como viver por fé e não por vista?

A Palavra de Deus nos ensina; ela diz: A fé vem pelo ouvir; e ouvir a Palavra de Deus  (Romanos 10:17)

A fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus! Vivemos no tempo do ” cristão louvorzão”; mas a fé não vem pelo ouvir música; mas pelo ouvir a Palavra!Se a música que ouvimos não tiver Palavra de Deus;nossas emoções serão alimentadas mas não a nossa fé!Por este motivo; muita gente quer viver a vida da fé mas não consegue!Vive louvando à Deus com os lábios e até com o coração;mas não consegue viver os valores da fé. Tem uma fé cega!Adora à Deus num instante, e logo em seguida está agredindo, ofendendo as pessoas, agindo desonestamente, sem discernimento sobre questões da vida etc. Era assim que vivia a maior parte do povo de Deus antes de Cristo descer na terra, tinham dificuldade de viver pela fé; era ver para crer! Hoje, as pessoas precisam sentir (também é a era do “eu sinto”), é sentir e ver para crer. Antigamente havia necessidade constante da presença de Profetas,aparição de anjos,visões, milagres, etc; e isto, por não terem as verdades reveladas das Escrituras de forma completa, e por não terem o Espirito Santo habitando definitivamente em seus corações.Mas infelizmente,ainda hoje; grande parte dos cristãos são seguidores dos milagres de Deus;ao invés de serem seguidoras do Deus dos milagres! Dizem: Eu sinto que Deus quer isto ou aquilo!  Temos que levar em consideração a fé, as emoções e a razão. Mas viver por fé;eis o maior desafio da Igreja de Cristo do nosso tempo!

( Pr Anselmo Reichardt Alves)

O próximo passeio do Ciclistas de Cristo será no dia 02 de julho, sábado, e serão aproximadamente 18 km de pedalada. O percurso será por estradinhas de terra e trilhas nas imediações do morro do Anhangava em Quatro Barras. O passeio terá a saída as 13h00, da primeira Igreja Batista de Curitiba no Batel rumo ao café colonial vovó Bruna – margens da represa do Iraí, local de onde vai iniciar a pedalada. Num ritmo passeio leve, os bikers terão ao longo de todo o trajeto a paisagem do Morro do Anhangava.  O morro possui 1.430 metros de altura e é bastante procurado para a prática de esportes radicais como, parapente, treking e é considerada o melhor campo escola do Brasil para a prática de escalada.

Informações: Reinaldo Cordeiro (41) 9931 4991 – Fabrício Fameli (41) 9133 6000 – Gerson Meggeto (41) 9665 2347.

Serviço: Café da Bisa – Quatro Barras. Fone (41) 3672 5741

Siga o Ciclistas de Cristo no Twitter ( http://twitter.com/ciclistascristo ) e fique por dentro com ótimas dicas sobre Ciclismo e Atividade Física.

Ciclistas de Cristo enfrentam primeiro desafio do ano.

Com saída acontecendo na Primeira Igreja Batista de Curitiba, os Ciclistas de Cristo sairam rumo a fazenda do Thalia, para enfrentar 28 km de muita emoção e um cenário que vai ficar na memória dos bikers. Com boa dose de emoção em longas descidas, os 38 bikers, novo Record de participação, puderem sentir boa dose de adrenalina que exigiu perícia dos aventureiros. A organização do evento lembra que o próximo passeio será em Balsa Nova no dia 02 de Julho e  o encontro as 13h00 sempre na PIB – que fica na rua Bento Viana, 1.200 – Batel.

 

Com 32 bikers , o Ciclistas de Cristo desse mês de Maio foi com uma boa dose de adrenalina. A organização do evento,  procurando buscarnovas opções de passeios,  fez um levantamento do município de Campo Magro com a intenção de planilhar cuidadosamente o percurso com o objetivo de proporcionar aventura e prazer aos participantes. Num relevo que exigiu garra dos ciclistas, os aventureiros fecharam  a aventura com 3 horas e meia de pedalada e com 17 km percorridos.

O  Ciclistas de Cristo prometem muita descontração e adrenalina na programação e roteiros do ano de 2011.

Os organizadores  deixam aqui uma prévia dos futuros roteiros que acontecerão  em 2011.  As pedaladas sempre  irão ocorrer no primeiro sábado de cada mês com encontro na primeira igreja Batista de Curitiba na rua Bento Viana, 1.200 no bairro do Batel, às 13h00 e saídas às 13h30 e no destino a região metropolitana de Curitiba estado do Paraná.

Serviço:

Dia 05 de Fevereiro – Quatro Barras/PR.

Dia 05 de março – Piraquara/PR.

Dia 02 de abril – São José dos Pinhais/PR.

Dia 07 de maio – Campo Magro/PR.

Dia 04 de junho – São Luiz do Purunã/PR.

Dia 02 de Julho – Balsa Nova/PR

A última aventura de 2010 do Ciclstas de Cristo foi como um passeio na história. O pedal foi no município de Palmeira, estado do Paranaá, na Colônia Witmarsum. A colönia foi formada em julho de 1951 por menonitas que reimigraram da cidade de Witmarsun do estado de Santa Catarina.

Os menonitas da Colônia Witmarsum pertencem ao grupo dos menonitas alemães-russos, que tem sua origem na Frísia, no norte da atual Holanda e Alemanha. Ocupa uma área de aproximadamente 7.800 hectares e possui aproximadamente 1500 habitantes. Compreende cinco núcleos de povoamento, denominados aldeias. Na Colônia de Witmarsum ocorrem as Estrias glaciais de Witmarsun, um registro marcante da grande glaciação que ocorreu do Carbonífero ao Permiano inferior, entre 360 e 270 milhões de anos atrás, quando toda porção sul do antigo supercontinente Gondwana, então parte da atual América do Sul, ficou coberto por espessas camadas de gelo. Na edição especial do Ciclistas de Cristo, com muita empolgação os bikers percorreram aproximadamente 30 km. No roteiro os ciclistas passaram  por estradas bucólicas do município, almoçaram no recanto dos papagaios e encerraram com um delicioso café colonial na confeitaria germânica Kliewer.

Serviço:  Confeitaria Kliewer (42) 3254 1278

Informações: Reinaldo Cordeiro (41) 9931 4991 – Fabrício Fameli (41) 9133 6000 – Gerson Meggeto (41) 9665 2347.